Lili cantou – new hair

Eu já fui escrava da tintura, da água oxigenada e blondor, da escova marroquina e todas as suas variações com nomes estranhos e às vezes até de comida.

Eu me libertei de tudo isso quando me dei conta de que não precisava disso para ser eu, afinal, quem realmente eu era usando todos esses produtos. Mal conhecia meu cabelo natural, não sabia quem eu era sem todos esses artefatos. Até que me libertei.

Três anos depois, me vi presa a mais uma coisa, pequena até mesmo boba, mas, estava presa. Ao cabelo longo. Foram três anos cultivando, eu realmente queria muito aquilo. Até meio que tive digamos assim. Mas cansei.

Cansei de por vezes chegar à noite em casa cansada e ter que lavar, secar, cuidar. Cansei de passar o pente nos cabelos e ver uma quantidade absurda de fios caindo, ou olhar para qualquer canto da casa e ver aquele fio enorme caído no chão. Cansei da minha cara ao me olhar no espelho. Cansei de ouvir: “não faz isso seu cabelo está lindo”, mas o trabalho era e sempre foi todo meu, os gastos com produtos, as horas investidas em cuidados, e sempre parecia nunca estar bom o suficiente para mim. Eu estava presa a isso, por horas me sentindo angustiada, talvez depressiva por não conseguir mudar e ser eu.

E num momento de explosão, me vi decidida a me libertar, a mudar. Saí de casa com um único objetivo em mente, cortar o cabelo. E pela rua fui pensando, até encontrar o salão, passei por várias vitrines e espelhos, e em todos eles eu meio que parava e me olhava novamente. Ponderei todos os prós e contras de ter um cabelo longo, passei muito as mãos nos fios longos, balancei bastante. Cheguei a passar na frente do salão que no final iria cortar e não entrar por “achar que estava cheio”, até que voltei lá e não estava. Era apenas eu querendo fugir.

A cabeleireira super simpática e atenciosa parecia ter uma conexão real comigo e entendeu além do que mostrei o que eu queria e precisava. Precisava do corte e de uma boa conversa, sem ela saber me encorajou em outras áreas da minha vida.

Em todos os motivos eu me via fazendo aquilo por mim, minto, teve um momento em que pensei: “dessa vez meu marido nota o meu corte novo!” (…) Foram um pouco mais de um palmo de cabelo pro lixo. Agora temos uma cabeça leve, um rosto novo, porém o mesmo.

Eu me gostei e acho que não vou para por aqui, talvez em futuro não tão distante deixe mais alguns centímetros de cabelo pelo chão de algum salão, afinal, não cortei tanto assim vai! Nem dá para notar…

A mudança começou por fora, e por dentro muita coisa ta se encaixando, sendo jogada fora, tendo mais prioridades, estou de mudança. Não vou mais esperar uma data importante para mudar algo, ciclos podem se encerrar quando queremos e isso pode ser agora.

Aliás, cabelo cresce.

Corta mesmo! 💇🏻‍♀️✂️

Escrito por

Carioca de 28 anos, casada, cristã, uma sonhadora que ama tudo que envolve o universo feminino, adora viajar na internet e nesse mundão quando dá, curte fotografias amadoras até se arrisca fazendo umas, tem aparência forte mas é super sensível e delicada mas não leva desaforo pra casa!

9 comentários em “Lili cantou – new hair

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.